Isabela vence mundial em Copacabana

Publicado em 16 setembro 2012

Depois de 12 anos de ausência, o público que lotou as areias da Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, teve o privilégio de assistir um verdadeiro show de bodyboarding. E a festa teve dupla nacionalidade. No masculino o marroquino Brahim Iddouch garantiu o título do Rio Bodyboarding International e a premiação de nove mil dólares. No feminino, a brasileira e campeã mundial em 2010, Isabela Sousa levou a galera ao delírio ao derrotar a atual campeã do mundo, a basca Eunate Aguirre. A cearense, que lidera o ranking deste ano está bem próxima de conquistar o bicampeonato, arrebentou na decisão, batendo todos os recordes do evento. Levou a melhor nota (9,0) e a maior média (15,15) dos seis dias de competição, que ofereceu a maior premiação da história do esporte – 75 mil dólares.

A brasileira Isabela Sousa levou o caneco no Rio e está a um passo do mundial 2012.

“Eu estou muito feliz em vencer este evento aqui no Brasil, posso dizer que é um dos melhores momentos da minha vida. Copacabana é um local muito especial. Ver a praia lotada e todos os brasileiros torcendo por mim foi algo inacreditável. Estou muito motivada para buscar esse bicampeonato mundial”, frisou Isabela.

.
Com a vitória na etapa, a cearense se aproximou muito do título. Apenas Eunate e a japonesa Minami Hatekayama seguem na briga e ambas precisam vencer as duas últimas etapas do Tour – Venezuela e Porto Rico – e torcer para que Isabela não chegue as semifinais em uma das duas. Mesmo com as duas mãos na taça e o virtual título de bicampeã mundial nas mãos, Isabela segue cautelosa. “Eu preciso me manter focada. Quero muito esse bicampeonato e vou fazer tudo para que isso aconteça já na Venezuela”, frisou.

.
Já entre os homens, Brahim Iddouch, de Marrocos, venceu pela segunda vez no ano, a primeira foi nas triagens do Grand Slam de Arica (CHI), e se aproximou muito de uma das vagas na elite do Tour Mundial em 2013. “O Brasil é incrível. As pessoas me apoiaram muito aqui e fiquei bastante feliz e surpreso por ter todo esse apoio na final. O público aqui é incrível. Me senti em casa”, revelou.

.
Quartas de final – Guilherme Tâmega dá adeus à briga pelo título


As baterias começaram às 7h30m com as quartas de final do masculino. A esta altura cinco brasileiros ainda brigavam pelo título da competição. Abrindo o dia, o francês Yoan Floantin não teve muito trabalho para derrotar o marroquino Benslimane Adnan. Em seguida, Éder Luciano se classificou para as semi ao vencer o também brasileiro Roberto Bruno. A grande surpresa desta fase foi a eliminação do hexacampeão mundial Guilherme Tâmega, que liderou sua série até o minuto final, mas acabou superado pelo catarinense Luis Villar. Outro campeão mundial, o baiano Uri Valadão, também se despediu da competição nas quartas, perdendo para o marroquino Brahim Iddouch.

 

Brahim Iddouch surpreendeu e levou o título em Copacabana.

“Queria muito ter ido mais longe porque estou competindo no quintal da minha casa. Mas, infelizmente não deu. Mas estou muito contente pelo Mundial ter voltado ao Rio e torço muito para que o esporte cresça novamente. Ano que vem tem mais”, disse Tâmega.

.
Em seguida foi à vez de definir as quatro melhores atletas do feminino. Na primeira bateria, Soraia Rocha venceu a capixaba Maylla Venturin. Isabela Sousa levou a melhor diante de Jessica Becker. A atual campeã do mundo, a basca Eunate Aguirre comprovou o favoritismo e derrotou a brasileira Maira Viana. Na última bateria, a brasileira Joselane Amorim deu o troco diante da porto-riquenha Luz Marie Grande.

.
Semifinais: Final “gringa” entre os homens e Isabela Sousa garante o Brasil na decisão


Na primeira semifinal, o catarinense Eder Luciano liderou a série de ponta a ponta, mas restando poucos segundos para o fim, o francês Yoan Floantin que precisava de 6,90 para virar, achou uma onda vencedora que lhe valeu 7,0 e a vaga na grande decisão.

.
Na bateria seguinte, o último brasileiro na competição também se despediu. Na disputa contra Brahim Iddouch, o brasileiro Luis Villar bem que tentou despachar o marroquino, mas não foi o suficiente para chegar à grande final.

.
Entre as meninas, a campeã mundial e atual líder do ranking Isabela Sousa confirmou o favoritismo e levou a melhor sobre Soraia Rocha, carimbando o passaporte brasileiro na finalíssima.

.
Na outra bateria, a atual campeã mundial Eunate Aguirre mostrou uma superação incrível. Na bateria anterior, ainda nas quartas, ela caiu de mau jeito ao executar uma manobra, machucando o ombro. Contrariando a todos, a atleta basca não desistiu da briga pelo troféu e entrou no mar. Visivelmente com dores, ela superou todas as dificuldades e venceu a gaúcha Joselane Amorim, garantindo a vaga na grande final.

.
O Rio Bodyboarding International é válido como quarta etapa Grand Slam do Circuito Mundial Feminino e evento Prime do Global Qualyfing Series (GQS), oferecendo 2000 pontos em ambos os rankings. Além disso, a etapa tem premiação recorde de U$75.000,00, a maior já oferecida na história do Circuito Mundial de Bodyboarding.

.
O Rio Bodyboarding International 2012 teve o patrocínio da Void Rider e contou com o apoio da Riotur, Governo do Estado do Rio de Janeiro Powerade, Temperarte, Kidoguinho e Huntler. A competição teve realização da FEBBRJ – Federação de Bodyboarding do Rio de Janeiro – e da Adding Sports & Entertainment. O evento teve a chancela da Confederação Brasileira de Bodyboarding (CBRASB) e foi homologado pela IBA – International Bodyboarding Association.

.
Confira o vídeo do quinto dias de competições:

.
Acompanhe a fan page do evento no facebook e fique por dentro de todas as atualizações: www.facebook.com/RioBB2012.

.
RESULTADOS DO MASCULINO
Quartas de final:
1 – Benslimane Adnan (MAR) 9,80 X 13,00 Yoan Floantin (FRA)
2- Roberto Bruno (BRA) 12,40 X 14,15 Eder Luciano (BRA)
3- Guilherme Tâmega (BRA) 12,00 X 12,50 Luis Villar (BRA)
4 – Brahim Iddouch (MAR)12,40 X 11,30 Uri Valadão (BRA)

.

Semifinais:
1-Yoan Floantin (FRA) 12,50 X 12,40 Eder Luciano (BRA)
2- Luis Villar (BRA) 14,40 X 15,25 Brahim Iddouch (MAR)

.

Final:
Yoan Floantin (FRA) 11,10 X 13,15 Brahim Iddouch (MAR)

.

RESULTADOS DO FEMININO

Quartas de final:
1 – Maylla Venturin (BRA) 8,80 X 10,00 Soraia Rocha (BRA)
2 – Isabella Sousa (BRA) 12,50 X 9,75 Jessica Becker (BRA)
3- Eutane Aguirre (EUK) 12,25 X 8,90 Maira Viana (BRA)
4- Joselane Amorim (BRA) 10,05 X 5,25 Luz Marie Grande (PRI)

.

Semifinais:
1 – Soraia Rocha (BRA) 11,75 X 15,00 Isabela Sousa (BRA)
2- Eunate Aguirre (EUK) 13,55 X 10,65 Joselane Amorim (BRA)

.

Final:
Isabela Sousa (BRA) 15,15 X 13,00 Eunate Aguirre (EUK)

.

Ranking Mundial Feminino Grand Slam após o Rio Bodyboarding International
1 – Isabela Sousa (BRA) – 7220 pontos
2 – Eunate Aguirre (BAS) – 5800 pontos
3 – Karla Costa-Taylor (BRA) – 5280 pontos
4 – Maylla Venturin (BRA) – 4800 pontos
5 – Minami Hatekayama (JAP) – 4260 pontos

.

Outras informações
Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa IBA South America
(11) – 97667-9636
(48) – 9935-2019
danilo@gruposix.com.br

.

Roberta Pinto – Assesoria de Imprensa Rio Bodyboarding International
(21) – 7838-6340

.

Fotos: Pedro Monteiro/Adding